Reflexão sobre o amor



amor

Ontem voltando para casa, após mais um dia de estudos, já no ônibus, percebi um casal, que conversava alegremente. Depois um certo tempo observando, ficou evidente que estavam apaixonados (sabe aquele cara alegre e de besta que todos um dia ficamos quando estamos apaixonados...) e veio à cabeça a idéia de que deviam estar no início de um relacionamento.

Comecei a lembrar de mim mesmo, do início de meu namoro com o amor da minha vida :-) ...lembrei que no início nós sempre fazemos o melhor pelo outro, tentamos fazer de tudo para agradar, até sobrepondo nossas próprias vontades em favor do outro, mas com o passar do tempo, acabamos nos acomodando, já não nos importamos tanto com outro, já não tentamos agradar tanto, nossas vontades vem em primeiro lugar!

Percebi (no meu caso pelo menos...) que não é falta de amor, ou que ele tenha diminuído, muito pelo contrário, aumentou exponencialmente, porém as ações para mostrar todo esse amor ficaram presas na acomodação gerada pelo tempo de relacionamento.

Algumas vezes já ouvi comentários do tipo: “Você não gosta mais de mim?”, então percebi que já não demonstro todo o amor que sinto...

Com isso, cheguei a conclusão que devo mudar minhas atitudes, afinal, se não demonstrarmos tudo o que sentimos pelas pessoas que gostamos, demonstraremos a quem????????




Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Os comentários expressam a opinião dos visitantes e não do AUTOR deste blog. No momento os comentários são moderados, já que ultimamente temos recebido muitas inutilidades.

O autor não se responsabiliza por qualquer conseqüência e/ou dano que algum comentário venha a provocar a terceiros.

Comentários inadequados serão REMOVIDOS, incluindo ofensas pessoais, racismo, pregações religiosas, textos totalmente em letras MAIÚSCULAS, palavrões desnecessários ou miguxês, etc.

Obrigado e volte sempre.