Touchscreen: O futuro está na ponta dos seus dedos


Touchscreen: O futuro está na ponta dos seus dedos

A interface multitoque da M$, Microsoft Surface, está ajudando a repensarmos a maneira como interagimos com os computadores.

O sucesso do Apple iPhone deu origem a uma nova maneria de interagir com aparelhos eletrônicos, levando a adoção da interface multi-toque no Windows 7, o que dá um grande passo na evolução da relação do homem com os computadores.

A manipulação de imagens em uma tela, utilizando apenas gestos simples no filme estrelado por Tom Cruise, Minority Report, rapidamente se tornou um clichê do futuro na interação do homem com os computadores.

No mundo real de John Underkoffler, co-fundador de uma companhia chamada g-Speak que vende a tecnologia, se tornou a visão e barreira para muitas interfaces de usuários e experiência de designers.

A realidade de se levantar uma tela gigantesca e utilizar luvas especiais, pode tornar a interface idealizada em Minority Report pouco prática, mas reflete uma certeza: os dias do mouse, teclado e interfaces gráficas comuns aos computadores de mesa podem estar contados.

Ben Rigby, da firma virtual, Mobile Voter, disse em uma conferência que as interfaces atuais de sistemas como o Windows, Linux e Mac OS, não funcionam no mundo da computação social atual.

"É essencialmente papel. Nós estamos socializando em uma interface plana igual a papel. Esta é uma interface de 30 anos.

Hollywood está liderando o caminho e está mostrando como o futuro irá parecer."

Joe Engalan, diretor de desenvolvimento da Vectorform, que produz aplicações para a interface Microsoft Surface, disse:

"Minority Report acontecerá eventualmente, mas com cinco pessoas tocando algo virtual em algum lugar."


Topo da mesa

Enquanto a tecnologia de leitura e interpretação de gestos humanos e toques físicos já existe, parte do desafio é relacionado ao desenvolvimento de um entendimento codificado de tais ações.

"A grande questão a ser respondida é sobre construir uma biblioteca de significados de gestos," disse o desenvolvedor de web Dan Thompson.

Muitos concordam que o sucesso do iPhone iniciou os primeiros padrões comuns em torno da interface multitoque.

Chris Bernard, um usuário experiente da Microsoft, disse a BBC News:

"No mundo real nós estamos trabalhando em como construir coisas como a interface de Minority Report."

Ele disse que não havia tido nenhuma grande inovação desde que a Xerox lançou sua interface gráfica para computadores de mesa, a base de quase todos os sistema operacionais durante os últimos 20 anos.

Muitos designers de interfaces de usuários, acreditam que o controle por gestos serão a próxima evolução popular das interfaces de computador.

A segunda geração da Microsoft Surface terá capacidade de entender gestos, da mesma maneira que os toques físicos na tela, graças as câmeras de infra-vermelho embutidas no dispositivo.


Imagens bonitas


Jeroen Lapre, técnico de efeitos visuais aposentado da indústria de Luz e Magia, tem trabalhado extensivamente em mundos virtuais 3D em sua nova ocupação na Academia de Ciências da Califórnia.

Além disso, usuários e designers de interface estão experimentando a projeção holográfica, o uso de avatares em 3D e os desafios de trabalhar em cooperação no mesmo espaço virtual.

BMW já lançou carros que exibem dados do mundo real e informações através de uma tela widescreen de carros, enquanto a segunda geração da Microsoft Surface poderá não só projetar informação em uma tela, mas em qualquer superfície, enquanto a MIT tem feito experiências com projetores pessoais usados no corpo.

As interfaces de usuários e suas experiências estão sendo humanizadas, disse Sr. Rigby.

A sofisticação e riqueza cada vez maior de browsers para internet, graças a ferramentas como Flash e Silverlight também está dando para os designers uma chance para reescrever as regras de experiência dos usuários.

Sites da internet como Cool Iris, Zoomorama, Viewzi e Google Earth no navegador, estão transformando a experiência de navegar na internet em algo muito mais profundo.

Hakon Wium Lei, Chefe de Tecnologia do navegador feito pela empresa Opera e criador das Folhas de Estilo em Cascata (CSS), que ajudaram a enriquecer o visual da web, disse a BBC New que a internet foi feita para se tornar mais fácil ao olhar.

"Nós vamos para uma internet mais rica, uma internet mais bonita, com mais opções de estilo para os designers, podendo baixar fontes, mais vídeo e todas as informações que o gênero humano produz estarão na internet".

Mas qualquer desenvolvimento e evolução na experiência do usuário tiveram que levar em conta o impacto que teria nos usuários, disse Sr. Bernard.

"Microsoft esta desenvolvendo software para milhões das pessoas. Um bilhão de pessoas usam o Windows e é um desafio para fazer um bom projeto para uma audiência diversificada.

Às vezes, bom design é não mudar as coisas."



Fonte: BBC News



Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Os comentários expressam a opinião dos visitantes e não do AUTOR deste blog. No momento os comentários são moderados, já que ultimamente temos recebido muitas inutilidades.

O autor não se responsabiliza por qualquer conseqüência e/ou dano que algum comentário venha a provocar a terceiros.

Comentários inadequados serão REMOVIDOS, incluindo ofensas pessoais, racismo, pregações religiosas, textos totalmente em letras MAIÚSCULAS, palavrões desnecessários ou miguxês, etc.

Obrigado e volte sempre.