Google E-books: A biblitoteca do Google

Google E-books: A biblitoteca do Google

Nós últimos dias ouvimos muito falar no lançamento da Incrível Biblioteca do Google. Você sabe o que aconteceu? Não? Então vamos entender o que houve.

Há um tempinho, o mercado de e-books era dominado pela Amazon e seu Kindle. No início do ano, a Apple lançou um serviço semelhante para ler livros pelo iPad, também vendendo e-books. Agora, o Google anuncia que entra no mercado de ebooks e vai competir com Amazon e a Apple.


A nova livraria digital Google eBooks conta com 3 milhões de títulos, que variam desde best-sellers recém-lançados, a obras antigas sobre as quais não se aplicam mais direitos autorais.

Na prática é assim:
Acesse http://books.google.com.br

Se você já tem conta no Google, é só usar o mesmo e-mail e senha. Se não tem, basta criar uma conta, gratuitamente.

Pronto, você já está na livraria do Google. Para começar, faça uma pesquisa.

Faça um teste e comece pesquisando pela palavra COMPUTADOR. O que achou do resultado?

Vamos ao segundo teste, pesquise por: Machado de Assis. O que achou do resultado?

Não está vendo nada de novo? Não entendeu o porque de tanto barulho?

Então você vai entender agora, acesse o site abaixo e leia a matéria:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u730086.shtml

Repare que esta matéria é igualzinha a todas as outras que vimos milhares de vezes em milhares de sites, mas com uma diferença: A matéria acima, é do dia 04 de maio de 2010.

No início do ano, isto já estava pra lá de comentado, falado e debatido. Era para ter acontecido no meio do ano e não no final. De novo não tem nada, pelo contrário, está é muito atrasado. Quase um ano de atraso? Não, muito mais que isto.

Vou te pedir para ler outra notícia antes de continuar com o artigo (eu prefiro informar o link para você conferir a notícia no site, ao invés de copiá-la e colar aqui).

Acesse o site:
http://biblioarq.blogspot.com/2005/12/biblioteca-virtual-google-print.html

Observe que a notícia é do dia 07 de dezembro de 2005.

Mas nem adianta querer acessar o site http://print.google.com/googleprint/about.html porque eles já redirecionaram para a nova livraria.

E tem notícias sobre a livraria do Google com data anterior ao ano de 2000, é só pesquisar.

Então, o que tem de novidade? A quem o Google pegou de surpresa?

Não querendo de forma alguma criticar o serviço do Google, que é espetacular, mas ou a mídia anda com total falta do que falar, ou estão mais desinformados do que se possa imaginar. A mídia está atrasada há mais de 10 anos. O Google que de bobo não tem nada, usou a ignorância alheia para seu marketing. Ponto para o Google!

Vamos entender os fatos, saber de verdade o que é interessante e o que é conversa para boi dormir:

A livraria do Google é interessantíssima. Já acrescentei alguns livros à minha biblioteca particular e os deixei marcados como "Vou ler". Mas de que adianta ter mais de 3 milhões de livros se não conseguir encontrar meia dúzia de livros que você realmente gostaria de ler?

Para que eu encontre estes livros e os possa ler, sabe o que eu tenho que fazer? Sair da biblioteca do Google, ir na página de pesquisa do Google (www.google.com.br) e digitar o nome dos livros. Com certeza vou encontra-los de graça, em pdf, em html, etc. Nestes formatos eu também leio em qualquer plataforma, em qualquer lugar.

Google E-books: A biblitoteca do Google

E se eu quiser comprar um livro na livraria do Google?

O Google não vende os livros, apenas indica a livraria e tem sua comissão. Ainda não é significativo o entrelace entre Google e grandes editoras brasileiras. Este fato ainda é forte apenas nos Estados Unidos.

Pelo que percebi, se eu for direto no site das livrarias terei muito mais vantagem.

Para você que tem um livro ou pensa em escrever um livro acesse o link abaixo:
http://books.google.com/intl/pt-BR/googlebooks/publishers.html

Como acontece hoje com os sites, se você gerar audiência para seu livro, consegue uma receita por meio de anúncios contextuais posicionados próximos às páginas de seus livros.

Isto sim é novidade, mas não vi, nem ouvi, nem li ninguém falando isto. Por que será? Será que sempre querem nós como consumidores e eles como "faturadores"? A mídia no Brasil ainda tem muito o que aprender.

Muita água ainda vai passar por debaixo da ponte. No momento a livraria do Google é só mais um site com algumas opções interessantes. Interessantíssimas, concordo, mas que precisa ser lapidado.

A verdade ainda continua lá fora.

Aqui dentro, ou seja, no Brasil, é hora de esquecermos todo este alarde que fizeram e nos apegarmos na verdade: abre-se um mercado enorme de opções para os anônimos, os pequenos, os que estão atrás de uma oportunidade. Mas tem gente grande que não quer divulgar isto.

Se você é escritor, mergulhe fundo na livraria do Google que ela abre um mercado sem precedentes para você.

Se você é leitor, a livraria do Google é mais um lugar para pesquisar livros. Faça bom proveito.



Para saber mais, acesse:
http://books.google.com.br/support/bin/answer.py?answer=75375&topic=9259&hl=pt-BR



Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Os comentários expressam a opinião dos visitantes e não do AUTOR deste blog. No momento os comentários são moderados, já que ultimamente temos recebido muitas inutilidades.

O autor não se responsabiliza por qualquer conseqüência e/ou dano que algum comentário venha a provocar a terceiros.

Comentários inadequados serão REMOVIDOS, incluindo ofensas pessoais, racismo, pregações religiosas, textos totalmente em letras MAIÚSCULAS, palavrões desnecessários ou miguxês, etc.

Obrigado e volte sempre.