O futuro chega às 4 rodas


Carros poderão ser guiado por celulares

Cientistas australianos estão desenvolvendo um projeto, o qual irá permitir que smartphones conduzam automóveis. Para tanto, os pesquisadores contam com a ajuda de um telefone que possui a tecnologia de navegação por satélite e uma câmera.

De acordo com o líder da pesquisa,  Dr. Jun Jo da Griffith University na Austrália,  o método irá operar de uma forma simples: a pessoa deverá colocar o  smartphone no painel do veículo, voltado de frente para a câmera e, a partir daí, todos os sensores acoplados irão se comunicar com o smartphone, fazendo com que o carro se movimente sozinho.


O projeto total conta com um software,  um computador a bordo, um sistema de radar, sensores que se comunicam com o celular e está previsto para ser testado nas ruas dentro de um ano.

Os cientistas acreditam que no futuro não iremos possuir carros, ao invés disso iremos usar veículos comunais, simplesmente colocando os nossos melhores smartphones no painel com toda a informação necessária para sermos conduzidos onde quer que seja.

Segundo o Dr. Jo, os carros irão se tornar propriedades comuns e não mais bens individuais. Ainda de acordo com o cientista, partilhar carros irá reduzir muita despesa e resolver problemas críticos de tráfego nas grandes cidades. A idéia é utilizar esses modelos de celulares para reservar um carro perto de sua casa, e ao colocar esse aparelho no painel  do veículo, o mesmo saberá para onde conduzi-lo. Já ao sair do carro, o celular irá calcular o pagamento pelo tempo e combustível consumido durante a  sua viagem.

Avanços na tecnologia irão permitir a existência de carros completamente autônomos.A corrida para desenvolver esses projetos está nas mãos das grandes marcas mundiais. A Audi, Mercedes-Benz, BMW e General Motors são algumas das companhias que já vem testando veículos  autônomos.

O sucesso dessa empreitada irá depender da segurança e confiança no equipamento tecnológico, sendo que se tivermos um carro tomando controle absoluto da direção, não poderá haver nenhuma falha.  Os pesquisadores australianos acreditam que ainda pode demorar uma década até termos carros completamente autônomos, disponíveis para o consumo público.



Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Os comentários expressam a opinião dos visitantes e não do AUTOR deste blog. No momento os comentários são moderados, já que ultimamente temos recebido muitas inutilidades.

O autor não se responsabiliza por qualquer conseqüência e/ou dano que algum comentário venha a provocar a terceiros.

Comentários inadequados serão REMOVIDOS, incluindo ofensas pessoais, racismo, pregações religiosas, textos totalmente em letras MAIÚSCULAS, palavrões desnecessários ou miguxês, etc.

Obrigado e volte sempre.