Os drones podem mudar a indústria do fast-food?


Em breve, acredite ou não, o seu delivery de comida chinesa ou sua pizza serão entregues na porta da sua casa por um drone. Por mais ficção científica que isso possa parecer, saiba que esta possibilidade está muito mais perto do que imaginamos.

Em agosto do passado, a Domino's Pizza testou com sucesso a entrega de pizzas com robôs autônomos. Em setembro, a empresa-mãe do Google, a Alphabet, fez o mesmo e o resultado foi positivo durante a entrega de burritos do Chipotle na universidade Virginia Tech em Blacksburg, Virgínia. No início de outubro, foi a vez do franqueado da Orange Leaf Frozen Yogurt e a ação teve êxito total no minúsculo Hope College em Michigan. Mas será que isso poderia realmente funcionar?

Segundo os veículos de comunicação que acompanharam os testes do Google na Virginia Tech, a tecnologia já funciona perfeitamente. O local escolhido para os teste já havia sido liberado Administração Federal de Aviação em 2013 e a escola forneceu supervisão de segurança para as provas. O processo de entrega foi repetido cerca de 10 vezes em 30 minutos e os pacotes viajaram a menos de uma milha por hora.

Esta é mais uma das tecnologias que podem mudar o mundo, ao lado da inteligência artificial, das impressoras 3D, da realidade virtual e da computação quântica.

Mas há preocupações e riscos envolvidos no processo. De acordo com uma pesquisa da QRSMagazine, 32% dos americanos têm preocupações relacionadas à segurança deste tipo de tecnologia e acham que o serviço de delivery através de drones pode representar um risco.

O mercado de entrega de alimentos tem evoluído muito nos últimos anos. Por exemplo, antigamente todo mundo fazia os seus pedidos através do telefone, mas, atualmente, quem domina o setor são os apps de delivery. Apesar da tecnologia dos drones parecer promissora, recomendamos que você continue utilizando os aplicativos quando for pedir o seu prato favorito – pelo menos até que novos testes tenham sido conduzidos e que os equipamentos sejam capazes de realizá-la dentro de um raio maior.


Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Os comentários expressam a opinião dos visitantes e não do AUTOR deste blog. No momento os comentários são moderados, já que ultimamente temos recebido muitas inutilidades.

O autor não se responsabiliza por qualquer conseqüência e/ou dano que algum comentário venha a provocar a terceiros.

Comentários inadequados serão REMOVIDOS, incluindo ofensas pessoais, racismo, pregações religiosas, textos totalmente em letras MAIÚSCULAS, palavrões desnecessários ou miguxês, etc.

Obrigado e volte sempre.